segunda-feira, 14 de junho de 2010

Noblat joga a toalha...

..."Hoje, parece improvável que Dilma perca"



Deu no blog de Ricardo Noblat (hospedado em O Globo), agora a pouco (8h15):

[...] Hoje, parece improvável que [Dilma] perca. É o que admitem em segredo oito entre cada 10 políticos de todos os partidos. Jamais um candidato a presidente contou com cabo eleitoral tão forte e disposto, e uma conjuntura tão favorável.

Em conversa com amigos, Lula confidencia coisas do tipo: “Quero somente ver se o Serra tem sangue de barata. Só se tiver para não reagir às provocações que lhe farei”.

Ou então: “Eu me empenharei em eleger Dilma de uma forma como nunca fiz nem para mim mesmo”. Ou ainda: “Eleger Dilma é uma questão de honra para mim”.

O grau de felicidade dos brasileiros está em alta. Lula tem sido feliz na venda da idéia de que é o único inventor do país da bonança.

Entre 2002 e este ano, o salário mínimo pulou de US$ 80 para US$ 280; o Produto Interno Bruto (PIB) foi de US$ 500 bilhões para US$ 1 trilhão; e 30 milhões de pobres ascenderam à classe média.

Somente um imprevisto, um clamoroso erro ou sucessivos erros de pequeno e médio porte serão capazes de imprimir um novo rumo a uma eleição com toda a pinta de que acabou antes de começar para valer.

Erros podem ser evitados poupando-se Dilma de protagonizar situações que escapem ao controle dos seus atentos guias.

Nada de se expor em debates – pelo menos até que se distancie de Serra nas pesquisas de intenção de voto. Caso isso ocorra, comparecer a debates para quê?

Nada de entrevistas a não ser para veículos confiáveis e jornalistas preocupados antes de tudo com fontes de informações a serem abertas no próximo governo.

O mais recomendável seria que Dilma se reservasse para brilhar nos comerciais e programas de propaganda eleitoral de campanha. Ainda assim como uma espécie de segundo sol.

Se ela se limitar a exaltar Lula e a ser exaltada por ele, e defender vagas idéias consensuais, só perderá se o destino lhe for ingrato. Presidência é destino. [...]

Repito: o texto acima foi redigido e publicado hoje por um jornalista-blogueiro do PIG, trabalha a soldo de O Globo, de propriedade da família Marinho, e se chama Ricardo Noblat.

Acreditem.

Texto extraído (menos o título) do Blog Diário Gauche, de Cristóvão Feil.

Nota do blogueiro: Tentei deixar o link do texto original, do blog do Noblat, mas como não sou assinante do chumaço de papel para o qual escreve, não tenho acesso (ao link direto), mas pode-se ler o texto aqui, procurando pelo título "Lula ganhou".
O texto é como deveria se esperar, um ataque gratuito ao PT, Lula e Dilma, mas realmente surpreende o tom de "não deu pra nóis, tucanada", explícito nos trechos acima.

Um comentário: