quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Ela pode (e deve) ser presa.

A idéia de que a internet proporciona o anonimato, levou uma paulista estudante de direito a iniciar uma onda de ódio étnico, degradando e sugerindo o assassinato de nordestinos, que foram erroneamente culpados pela derrota do candidato da estudante, o tucano José Serra.
A reação institucional foi rápida, e além da ação criminal movida pela OAB de Pernambuco, a Polícia Federal inicia uma investigação sobre a onda xenófoba podendo processar e prender a estudante, juntamente com os demais agressores.
Veja no vídeo do R7:

Um comentário:

Remindo disse...

Cadeia na moça!!!