quinta-feira, 18 de junho de 2009

As eleições iranianas, charge do Kayser

Sem palavras.

3 comentários:

Carlos Eduardo da Maia disse...

Tem gente que se diz progressista e torce para o ultra conservador e ditador Ahmadinejad. Uma pena.

Thales Rafael disse...

De fato, sem palavras. Melhor, apenas uma: hipocrisia.

Cristiano Freitas disse...

Maia, torcer é algo que só faço pelo Grêmio. Questões políticas, não são passíveis de torcida, são um pouco mais sérias do que isso, pelo menos para mim.
Agora, se para ser progressista, preciso "torcer" pela submissão do Irã aos preceitos do nosso "American Way Of Life", esmolando aos organismos financeiros internacionais, para que eles determinem sua política interna, então deixa o Ahmadinejad lá.